19 abril 2014

Não era qualquer música,era nossa música.

Era só mais um dia normal na minha vida.Enquanto voltava do trabalho,naquele transito horrível de São Paulo,depois de um longo e exaustivo dia de chefe reclamando,cheio de reuniões,consegui me livrar daquela vida banal de sempre, um querendo ser melhor que o outro.
Enquanto voltava,coloquei em uma rádio,onde só ouvia músicas antigas,eu estava até curtindo e aquelas músicas me relaxavam.Até que a próxima música tocou,meu coração acelerou era como se um flash estivesse passado vagamente em minha mente,lembrando de tudo sobre nós,como que mesmo depois de anos,eu estava sentindo sua presença comigo novamente.Tentei ao máximo esquecer tudo aquilo que me lembrava você,inclusive músicas,principalmente aquela...aquela música do nosso primeiro beijo.
Me sentia tão idiota,mas ao mesmo tempo feliz...feliz por ter tido sua companhia,por ter sido realmente feliz ao seu lado,você me amou do meu jeito,o jeito que até hoje nunca ninguém conseguiu amar.Me senti novamente com 15 anos,quando te vi pela primeira vez,nos esbarramos e você sorriu para mim,um pouquinho mais alto do que eu você era,me perguntou se estava tudo bem,e eu como sempre tímida,respondi em um sussurro e uma risada tímida.Naquele momento,você me atraiu de uma maneira que nenhum outro garoto tinha conseguido.Você era o mais próximo do paraíso que eu poderia chegar. 
Todas as lembranças vieram,todas as cartas que você me mandavam estavam guardadas,depois de tantos outros caras que passaram em minha vida,você ainda assim era o única que conseguia me tirar suspiros.Lembrei de todos os seus abraços,de quanto te abraçar eu me sentia tão protegida,que sem você eu me sentia tão frágil,e perto de ti,eu era forte,poderia enfrentar o mundo.
Você me incentivou a vencer,a sempre ir atrás dos meus sonhos e nunca olhar para trás e me arrepender,você me ensinou tanta coisa,não foi? A música já estava acabando,e era sempre aquele verso que você cantava para mim,senti meus olhos se encherem de lágrimas,e aos poucos aquelas teimosas desciam pela minha face.Senti ali um enorme desejo de voltar a ser sua,mas já era tarde demais.
Éramos simples adolescentes,e para nós,tudo seria para sempre.Mas não sabíamos que o para sempre,sempre acabava no final.
A música acabou,troquei de estação da rádio,o trânsito voltou ao normal,e eu voltei  para minha vida comum. E você,bem,sempre será meu presente,passado e futuro.
© Versos de Inverno - 2017. Todos os direitos reservados.
Criado por: Tauani Cruz Tauani Cruz.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo